O darwinista Jerry Coyne, escrevendo para a revista Nature uma crítica sobre o livro de David Mindell, “The Evolving World: Evolution in Everyday Life” (Harvard, 2006), admite que o darwinismo não tem utilidade nenhuma, na citação reproduzida abaixo, e traduzida assim:

“Até certo ponto, os excessos cometidos por Mindell não são sua culpa, verdade seja dita, o evolucionismo não têm sido capaz de produzir nenhum resultado prático ou comercial. Bactérias evolvem resistência à drogas, o que nos força a desenvolver contra medidas, mas isto é tudo que podemos concluir. A teoria da evolução não é capaz de nos ajudar a prever os tipos de vacinas que precisamos produzir porque micróbios evoluem de maneira imprevisível. Mas não é fato que a evolução nos ajuda a guiar a reprodução controlada de plantas e animais? Não é o caso. A maioria dos avanços na reprodução de plantas e animais ocorreu muito tempo antes da teoria da evolução, e vieram através de pessoas usando o princípio genético de “seres vivos reproduzem e geram seres vivos do mesmo tipo”. Mesmo hoje em dia, como os próprios entendidos admitem, o campo da genética quantitativa tem auxiliado pouco na criação de novas variedades. Os avanços futuros virão mais provavelmente do campo dos transgênicos, que não tem nada a ver com a teoria da evolução.”

Leia o resto deste post »