Funções biológicas e código genético são inter-dependentes

15/05/06

Artigo técnico que descreve a dificuldade em defender o conceito de abiogênesis postulado pelos darwinistas. Abiogênesis é sinônimo de "geração espontânea", postulando que vida pode ser criada por processos naturais a partir de fontes inertes (não vivas)

Traduzo abaixo a conclusão do artigo:

"Os subsistemas da mente como objetos funcionais ou sistemas formais são distintos de outros fenômenos que seguem as leis da natureza e são subsistemas do universo. A vida expressa tanto função como sistemas de símbolos, o que indica que não é um subsistema do universo, sendo assim probabilidade e necessidade não podem explicar sistemas, significado, finalidade, e objetivos dos símbolos [26]. Pelo contrário, a mente humana possui outras propriedades que não têm estas limitações, a propriedade da criatividade com abilidade de criar através de escolha para um determinado propósito. Esta escolha não viola nenhuma lei natural. Usa meras chaves configuráveis, dinâmicamente inertes, para gravar fisicamente as escolhas da mente não física. É, conseqüentemente, perfeitamente natural que muitos cientistas acreditem que a vida é um subsistema de alguma mente maior do que os seres humanos ou de um processador de números simbólicos como descrito em [25]. Pelo menos como observadores, nos resta tratar a vida como um axioma, como Nils Bohr sugeriu em uma palestra publicada na revista Nature [27] “vida é consistente com, mas não necessariamente derivada da física e da química” [19]."

Chaos, Solitons and Fractals, 2006, Vol 28(4), 1000-1004.

http://home.online.no/~albvoie/index.cfm

"Conclusion

Subsystems of the mind as functional objects or formal systems are unique in respect to other phenomena that follows the laws of nature and are subsystems of the universe. Life express both function and sign systems, which indicates that it is not a subsystem of the universe, since chance and necessity cannot explain sign systems, meaning, purpose, and goals [26]. Quite contrary, the human mind possesses other properties that do not have these limitations, the property of creativity with ability to create through choice with intent. This choice doesn’t violate any laws. It merely uses dynamically inert configurable switches to record into physicality the nonphysical choices of mind. It is therefore very natural that many scientists believe that life is rather a subsystem of some Mind greater than humans or symbolic number cruncher referred to by [25]. At least as observers we are left taking life as an axiom as Nils Bohr suggested in a lecture published in Nature [27] “life is consistent with, but undecidable from physics and chemistry” [19]."

Mais comentários sobre o artigo:

"Sign Systems as Subsystems of the Mind"

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: